top of page
  • Silvano Formentin

10 curiosidades sobre A Última Ceia, de Leonardo da Vinci

Descubra algumas informações impressionantes sobre uma das obras de arte mais famosas do mundo!

A Última Ceia, com certeza, é uma das pinturas mais famosas do mundo. Obra do renascentista Leonardo da Vinci, ela carrega muitos segredos e especulações que envolvem a sua produção.


Além da importância religiosa, por retratar um dos mais populares temas cristãos — o momento dramático do Evangelho onde Jesus afirma que será traído por um de seus apóstolos — a obra também figura como uma das mais importantes da história da arte.


Tudo isso, pois, mais de 500 anos depois da sua produção, ela continua relevante, atraindo estudiosos e admiradores de todo o mundo! Por isso, eu reuni aqui 10 curiosidades impressionantes para você entender o que faz da “A Última Ceia” uma pintura tão especial! Confira:


1 — Ela é muito grande — e está em uma parede!

Obra "A Última Ceia"

Muitas pessoas ao conhecerem a Monalisa (outra obra muito famosa de Leonardo da Vinci) se sentem decepcionadas pelo tamanho da pintura - ela mede apenas 77 cm x 53 cm.


Mas, se engana quem pensa que o mesmo acontece com “A Última Ceia”. Essa pintura, feita em uma parede, é gigante! Ela mede nada menos do que 4,6 metros de altura por 8,8 metros de comprimento.


Outra informação que surpreende muito as pessoas é de que “A Última Ceia” não é um quadro, mas sim, uma pintura realizada em uma parede! Nada mais justo, afinal, uma obra dessa dimensão precisa de bastante espaço, não é mesmo?


2 — Você pode visitá-la em um refeitório!

É isso mesmo: essa importante obra de arte está localizada na parede do refeitório do convento dominicano de Santa Maria delle Grazie! Esse convento fica em Milão, no norte da Itália, e está incluído na lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO!


“A Última Ceia” foi uma obra encomendada pelo duque Ludovico Sforza, que adotou o convento dominicano e chamou Leonardo Da Vinci para decorar o refeitório onde os monges fariam suas refeições coletivas!


Isso foi feito, pois o salão era muito grande, e precisava de uma decoração! O tema escolhido foi o da última refeição de Jesus com seus apóstolos, e os brasões da família Sforza também foram pintados, e aparecem com as iniciais da família acima do mural.


3 — Ela quase foi destruída pela guerra!

As invasões das tropas nazistas na Itália durante a Segunda Guerra Mundial causaram destruição em diversas cidades do país. As inúmeras explosões e incêndios mataram muitas pessoas em Milão, e também destruíram alguns edifícios importantes da cidade.


O edifício onde se encontra “A Última Ceia” também foi atingido, e a obra quase teve um final trágico! Alguns dizem que a proteção divina foi a responsável por manter a parede onde está a pintura em pé — já outros, afirmam que a ação dos frades foi o que a salvou!


Os religiosos protegeram a parede do refeitório, apoiando contra ela sacos de areia e alguns de seus colchões! Felizmente, essa ação funcionou, e a parede com a pintura ainda se mantém em pé atualmente!


4 — A inspiração em um criminoso


Uma informação defendida por diversos especialistas da história da arte afirma que Leonardo pintou os apóstolos com base em modelos reais! Essa foi uma técnica bastante comum, utilizada por diversos artistas da época, para trazer mais realismo aos desenhos e pinturas.


Assim, diz a lenda que, no momento de escolher o modelo para o rosto de Judas, Leonardo da Vinci foi até as prisões de Milão buscar um criminoso real! Dessa forma, é possível que Judas (na pintura, o quinto apóstolo partindo da esquerda) foi feito com inspiração em um criminoso da realidade!


5 — A simetria é impressionante!


Leonardo da Vinci é um artista que ficou conhecido pelo seu amor à simetria! Isso é demonstrado em “A Última Ceia”, pois a composição do cenário da pintura é extremamente equilibrada e impressionante.


Por exemplo: os apóstolos se dividem perfeitamente na pintura, formando quatro grupos de três indivíduos, sendo dois grupos em cada lado da obra. Além disso, as expressões e atitudes dos apóstolos também apresentam um contraste!


Enquanto Tiago, representado à esquerda de Jesus, parece revoltado, erguendo os braços com raiva, Tomás aparece apontando serenamente para cima, com uma expressão de questionamento.


6 — Trilha sonora secreta


Diversos músicos criaram a teoria de que existe uma mensagem secreta escondida em “A última Ceia” no formato de notas musicais codificadas que formariam uma música!


Em 2007, o músico italiano Giovanni Maria Pala analisou a obra e criou uma canção de 40 segundos, retirando supostamente as informações da pintura! Escute a música no vídeo abaixo:


Alguns anos mais tarde, uma pesquisadora do Vaticano chamada Sabrina Galitzia retirou da obra alguns sinais matemáticos e astrológicos, e com isso também montou uma mensagem que teria sido deixada por Leonardo da Vinci.


A pesquisadora afirma que essa mensagem prevê nada menos do que o fim do mundo, na forma de um dilúvio que vai destruir o mundo inteiro entre 21 de março a 1º de novembro, no ano de 4006!


7 — Materiais diferentes

A perspectiva em “A Última Ceia” é bastante evidente! Essa é uma técnica de representação do espaço tridimensional em uma superfície plana, que tem com objetivo apresentar a imagem em uma tela da maneira que mais se aproxime da imagem real (a visão).


O curioso, aqui, é como Leonardo aplicou essa técnica na sua pintura! Ele utilizou barbantes e pregos como materiais para seu trabalho. Todos os elementos da obra são direcionados a Jesus, e para atingir esse efeito, o artista colocou um prego no meio da pintura e puxou cordões para as extremidades para criar um desenho totalmente proporcional!


8 — Técnica errada

Na época da concepção da “A Última Ceia”, a técnica mais utilizada pelos artistas era a pintura em gesso úmido - os famosos “afrescos”. Leonardo, no entanto, não quis fazer uso dessa técnica, pois desejava trabalhar com calma - o que é impossível ao utilizar gesso, pois ele seca muito rápido, e exige velocidade do pintor.


Dessa forma, ele desenvolveu uma técnica própria, que consiste em preparar a parede para receber a pintura, e depois utilizar tintas tempera sobre a pedra. Ele também experimentou uma mistura de tempera e tintas a óleo para pintar, mas essa ideia que parecia genial, acabou não funcionando muito bem!


A parede, infelizmente, começou a descascar logo após a finalização da pintura, e em apenas 20 anos ela já apresentava danos severos e falhas.


9 — Um trabalho demorado

Quando o duque Ludovico Sforza encomendou a obra para o convento Santa Maria delle Grazie, Leonardo da Vinci tinha 42 anos e uma fama um pouco negativa: ele era conhecido por não terminar os seus projetos!


Como foi citado no tópico anterior, ele quis realizar a pintura com calma, dando atenção aos detalhes. Dessa forma, trabalhou no projeto do ano de 1495 até 1498, em um ritmo considerado muito lento!


A boa notícia é que, mesmo demorando um pouco, ele concluiu a obra, e conseguiu melhorar a sua reputação depois disso!


10 — Réplicas e homenagens

“A Última Ceia” é uma das obras mais copiadas da história da humanidade. É muito comum em lares de famílias cristãs pelo mundo, encontrar uma representação dessa pintura, seja em formato de quadro ou escultura.


Além de cópias informais, muitas representações e réplicas também foram feitas por outros artistas. Na Royal Academy of Arts de Londres, por exemplo, existe uma réplica em tamanho real dessa obra de Leonardo da Vinci! Se trata de uma pintura em óleo sobre tela, que supostamente foi executada por um aluno de Leonardo, no ano de 1520.


Da mesma maneira, diversos outros pintores também fizeram suas interpretações da obra, como Salvador Dali, Andy Warhol, Susan Dorothea White e Vik Muniz (que fez até uma versão com calda de chocolate!).


Uma obra histórica


Amante de arte ou não, é quase impossível encontrar alguém que não tenha, ao menos uma vez na vida, se deparado com a imagem da “A Última Ceia” realizada por Leonardo da Vinci!


Essa obra espetacular está situada na história da arte como um dos trabalhos mais importantes e famosos do mundo! Por sorte, ainda é possível visitar e admirar esse trabalho realizado por um verdadeiro gênio!


Me conte nos comentários qual dessas 10 informações curiosas você mais gostou e não esqueça de cadastrar o seu e-mail no campo logo abaixo do artigo, para receber todas as atualizações do blog e aproveitar todo o conteúdo especial que compartilho por aqui!


Ci vediamo!








10.603 visualizações12 comentários

Posts recentes

Ver tudo

12 Comments


miriamdaluz
Jul 21, 2022

Tive a graça de ver de perto a Santa Ceia, sempre achei que fosse um quadro, quando assisti ao filme Caçadores de Obras Primas, descobri tratar-se de um afresco na parede do refeitório, quando fui a Italia, dei um jeito de incluir Milao no roteiro e ver esta maravilha.

Like

alvaroapcerq
Apr 26, 2022

Li com entusiasmo as 10 curiosdades sobrea A Última Ceia, de Leonardo da Vinci, Mas a informação de que a obra descascou parcialmente em poucos anos, será que Leonardo a restaurou? Como está ela hoje? Está perfeitaÁ lvaro Pedreira de Cerqueira

Email: alvaroapcerq@gmail.com

Like

clara.s.haas
Mar 22, 2022

Achei impressionante o tamanho da pintura além da simetria. Valeu!

Like

mauracella
Mar 01, 2022

Gostei de todas as 10 curiosidades, a que achei mais exotica foi a musica. Achei ate celestial.

Me frustrei em nao encontrar a lenda sobre Maria Madalena estar representada nesta ceia. Existe essa teoria?

Maura Lazzaretto Cella

Like

carmenmariamandelli
Feb 28, 2022

Tenho em minha sala de jantar um lindo quadro da Santa Ceia bordado pela minha sogra, uma artista da agulha. As informações contidas nesse artigo são muito interessantes e importante sua divulgação. Já estive em Milão, porém não conheci o convento dominicano. Caso possa ir a Milão novamente, com certeza será um lugar que irei conhecer.

Like
bottom of page