• Silvano Formentin

A história da Pizza

A trajetória complexa até a receita se tornar um dos pratos italianos mais conhecido no mundo


A pizza, junto com a massa, é sem sombra de dúvida o prato mais conhecido e apreciado da cozinha italiana, um verdadeiro símbolo gastronômico da Itália que está difundido no mundo inteiro.


Apesar dessa notoriedade, a história da pizza é extremamente complexa e, ainda hoje, é difícil saber exatamente quem a inventou.

Com o descobrimento do fermento pelos egípcios, as antigas massas de cereais torradas e moídas, feitas desde os primórdios da humanidade, alcançaram um novo nível, tornando-se um pão com textura muito mais macia, leve e saborosa.


Esse pão costumava ser muito utilizado como base para pratos mais elaborados, então a receita era colocada e servida como uma cobertura em cima da massa. No ano de 997 d.C., em Gaeta, uma pequena cidade italiana, está o registro mais antigo da palavra pizza.


Em 1535, na “Descrição dos lugares antigos de Nápoles”, o poeta Benedetto Di Falco escreve que a “focaccia, em napolitano é chamada de pizza”. E assim o nome pizza finalmente se torna oficial.

A história moderna da pizza começa enfim a partir de 1600, com a massa de pão assada em forno à lenha e temperada com alho, banha ou azeite de oliva, sal grosso e manjericão.


Somente na segunda metade do século XVIII é que o uso de uma fruta exótica importada das Américas finalmente se espalhou para a cozinha italiana: o tomate. Com a chegada do tomate na Itália as receitas passam a ter um sabor diferente!


A primeira receita de pizza como a conhecemos hoje é relatada em um tratado publicado em Nápoles, em 1858, que descreve o modo em que naqueles anos se preparava a “verdadeira pizza napolitana”.


Apesar de seu grande sucesso, por muito tempo o fenômeno da pizza limitou-se ao Reino de Nápoles. Em outros locais fora da região napolitana o sucesso da receita não foi repentino e a pizza ainda não era tão popular.


No século XVIII, em Nápoles, a pizza era comida principalmente na rua e era preparada pelos vendedores para uma clientela humilde. A pizza era feita nos fornos à lenha das lojas e vendida em bancas ao ar livre, pelas ruas e becos da cidade.

A Antica Pizzeria Port’Alba, em Nápoles, é a pizzaria mais antiga da qual se tem registro e sua história começou em 1738, antes mesmo da Itália ser um país unificado.


No início, a pizzaria era apenas uma tenda que vendia pizza para quem estivesse de passagem e hoje, quase 200 anos depois, ela continua funcionando no centro histórico de Nápoles.


Foi na virada dos séculos XVIII para XIX que o costume de comer pizza começou a se espalhar. Essa época marcou o nascimento e disseminação das pizzarias da forma como as conhecemos, com suas características inconfundíveis. A primeira pizzaria dos EUA foi inaugurada somente em 1905, na cidade de Nova York, em um bairro chamado Little Italy, onde se concentram muitos imigrantes italianos.

Em junho de 1889, os então soberanos da Itália, o rei Umberto I e a rainha Margherita, fizeram uma visita a Nápoles e o melhor pizzaiolo da época, Raffaele Esposito, preparou para eles três pizzas: a pizza Mastunicola (manjericão, queijo e banha), a pizza Marinara (alho, tomate, azeite e orégano) e a pizza de tomate com mozzarella e manjericão.


Esta última ainda não possuía um nome, e foi feita especialmente para a ocasião e em honra à rainha Margherita, com as cores dos ingredientes representando as cores da bandeira italiana.


A soberana rainha apreciou tanto as cores e o sabor dessa última pizza que agradeceu e elogiou o pizzaiolo, e o modo que ele encontrou para retribuir esse agradecimento foi homenagear com o nome da rainha a sua criação culinária: “Pizza Margherita”.

Desde então, a pizza foi conquistando os paladares das pessoas pelo mundo todo, sendo um dos pratos italianos mais consumidos no planeta.


Para celebrar uma história tão rica em ingredientes, tradições, variações e cores, a arte do pizzaiolo de fazer a típica pizza napolitana se tornou Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco, em 2017.


Massa, tomate, muçarela e manjericão. É incrível pensarmos que um prato que nasceu com ingredientes tão simples se tornou um símbolo italiano famoso em todo o mundo, com toneladas de pizzas sendo consumidas anualmente!


Espero que você tenha gostado de saber essas informações e curiosidades sobre a história da pizza! Aproveite para conferir também o meu artigo com a receita da famosa Carbonara, clique aqui para ler!


Eu imagino que depois desse artigo você também esteja com água na boca, com vontade de provar uma verdadeira pizza napolitana. Para que você possa tirar o maior proveito possível desse e qualquer outro passeio pela Itália, o ideal é fazer essa visita sabendo falar e conseguindo entender um pouco de italiano. Já imaginou, o quanto sua experiência será ainda mais rica, podendo entender tudo no idioma local?!


Deixe seu e-mail no campo logo abaixo do artigo e não perca as novas postagens do blog! Você receberá novidades e conteúdos gratuitos semanalmente!


Me conte nos comentários qual o seu prato italiano favorito e se existe alguma curiosidade ou assunto que você gostaria de saber mais a respeito aqui no blog, eu vou adorar saber o que você gosta lá e receber as suas sugestões para os próximos artigos!


Arrivederci!


195 visualizações1 comentário

NUNCA MAIS PERCA UMA POSTAGEM!

Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades, além de dicas e aulas gratuitas!

Siga-me também nas redes sociais

  • Instagram

© 2019, Silvano Formentin

  • Ícone preto do Facebook
  • Preto Ícone YouTube
  • Ícone preto do Instagram