• Silvano Formentin

O dia que se comemora a força da resistência italiana

A história do feriado de 25 de abril


O dia 25 de abril é um importante feriado no calendário italiano para celebrar a liberdade e a democracia.


É marcado pela data da Libertação Italiana, quando no ano de 1945, durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados nazistas e fascistas foram expulsos das cidades de Milão e Turim pela Resistência Italiana.


Tal acontecimento acabou culminando na derrota das tropas nazifascistas e, posteriormente, também deu início ao processo de estabelecimento da república italiana e da atual Constituição da Itália.


Você conhece a história deste feriado?


Nos primeiros meses de 1945, haviam milhares de pessoas lutando contra a ocupação nazista no norte da Itália.


Em 25 de abril, o Comitê de Libertação Nacional (CLN) convocou todas as forças partidárias de resistência, em todos os territórios ainda ocupados, e ordenou que atacassem, dando origem a uma rebelião que forçou as tropas nazifascistas a se retirarem do solo italiano.


Os soldados alemães tiveram que se retirar de Milão e Turim. Na noite de 25 de abril, Benito Mussolini deixou Milão na tentativa de fugir para a Suíça e partiu em direção a Como.

Mussolini foi então capturado e morto de forma violenta junto com sua companheira e outros políticos fascistas, poucos dias depois, em 28 de abril.


Os "partigiani", como eram chamados os membros da Resistência Italiana, continuaram a chegar em Milão entre os dias 25 e 28 de abril, e combateram a ocupação nazista que ainda existia, libertando outras cidades do norte da Itália como Bolonha, Gênova e Veneza.


Uma grande manifestação popular para comemorar a libertação foi realizada em Milão em 28 de abril, celebrando a vitória da Resistenza Italiana.


Até 1º de maio de 1945 todo o território italiano estava finalmente libertado, encerrando assim os 20 longos anos de ditadura fascista e a ocupação alemã durante a Segunda Guerra Mundial.




Milhares de pessoas de diferentes grupos fizeram parte da luta da Resistência contra o governo fascista e a ocupação nazista, muitas delas tinham posicionamentos políticos diversos, o que marcou a pluralidade do movimento, onde todas tinham o ideal comum de defender a liberdade.


A expulsão da ocupação nazifascista não aconteceu em um único dia na Itália, mas consideram o dia de 25 de abril como a data simbólica a ser celebrada pois foi nesse dia que as tropas nazistas e fascistas retiraram-se das cidades de Turim e Milão, após a população e os "partigiani" se revoltarem e retomarem as cidades.


Este fato marcou o fim da ocupação das tropas em território italiano. O dia 25 de abril de 1945 foi então escolhido como Dia da Libertação e instituído como feriado nacional, sendo celebrado com muito orgulho até hoje em toda a Itália.


Desde então, os italianos comemoram a data de 25 de abril como um dia importante de memória da guerra, ficando conhecido como o Anniversario della liberazione d'Italia. Outros países europeus também comemoram a libertação, mas em datas diferentes.


Depois do dia 25 de abril de 1945, com o norte da Itália livre da ocupação, teve início o movimento que originou a República e posteriormente a elaboração da Constituição Italiana.


O país se encontrava destruído após os anos de guerra e ditadura fascista. A Itália então finalmente se tornou República Italiana em 1946, através de um referendo nacional realizado em 2 de junho, quando os italianos votaram pelo fim da monarquia e a favor da república como forma de governo.


Essa foi também a primeira vez que as mulheres italianas tiveram direito ao voto.


Foram feitas diversas músicas em reconhecimento e homenagem aos partigiani, mas uma das mais conhecidas é a canção Bella Ciao, que foi adaptada de um canto italiano ainda mais antigo.


A melodia se tornou um hino antifascista em todo o mundo e é cantada até hoje em manifestações populares na Itália, tendo se tornado um símbolo de liberdade e da Resistência Italiana, que bravamente combateu o fascismo e o nazismo durante a Segunda Guerra Mundial.


Esse ano completa-se 75 anos da memorável data, que continua a ser lembrada com muito orgulho pelos italianos. Para celebrar o Dia da Libertação e comemorar o dia em que a Itália foi libertada do regime nazifascista, os cidadãos italianos costumam sair às ruas e praças das cidades.


Devido ao distanciamento social vivido por toda a sociedade, em 2020 o feriado de 25 de abril será comemorado em cada casa.


A Associazione Nazionale Partigiani d'Italia (ANPI) convocou a população para uma grande praça virtual em comemoração ao 75º Aniversário da Liberação da Itália, lançando a campanha #bellaciaoinognicasa.



O convite é para que cada italiano celebre a data em suas casas e participe cantando de suas varandas e janelas, reafirmando os princípios constitucionais e os valores de solidariedade, democracia e liberdade defendidos pela Resistência e fortalecendo a memória da Libertação.


Mais uma vez, a bela Itália mostra a força da esperança e da união, celebrando assim o 75º aniversário da Libertação Italiana.


Você já conhecia a história desse feriado italiano?

1,018 visualizações4 comentários

NUNCA MAIS PERCA UMA POSTAGEM!

Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades, além de dicas e aulas gratuitas!

Siga-me também nas redes sociais

  • Instagram

© 2019, Silvano Formentin

  • Ícone preto do Facebook
  • Preto Ícone YouTube
  • Ícone preto do Instagram