• Silvano Formentin

A exuberante fonte dos desejos em Roma

Conheça a famosa Fontana di Trevi


Construída encostada no edifício histórico conhecido como Palazzo Poli é onde encontramos a belíssima e mais famosa fonte de Roma, a Fontana di Trevi, um dos principais pontos turísticos da cidade.


Com cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura, essa é a maior fonte de Roma. A história da sua origem nos leva para o ano de 19 a.C., quando a famosa fonte era o ponto final do menor aqueduto de Roma, conhecido como Aqua Virgo, ativo há mais de dois mil anos.


Esse aqueduto remonta à época do Imperador Augusto, quando o arquiteto Marco Vipsânio Agripa o construiu para abastecer as Termas de Agripa, no Campo Marzio, com as águas da bacia de Salone, na via Collatina.


A fonte de água que abastece o aqueduto fica a cerca de 20km de distância, e o caminho é percorrido quase que inteiramente de forma subterrânea, sendo o único aqueduto romano que ainda está em funcionamento.


O aqueduto romano foi então restaurado diversas vezes, e a majestosa Fontana di Trevi que conhecemos hoje só foi construída muitos anos depois. Em 1453, o Papa Nicolau V ordenou que fosse consertado o aqueduto e construído uma pequena fonte. A origem do nome se deu devido à localização da fonte, no encontro de três ruas, tre vie.


Anos mais tarde, em 1629, o Papa Urbano VIII, insatisfeito com a aparência da fonte, encomendou um projeto ao escultor e arquiteto Lorenzo Bernini, porém o projeto foi abandonado quando o papa faleceu.


Durante o Renascimento e o período Barroco houveram diversas competições e projetos financiados por papas para a construção de fontes, e esse também foi o caso da Fontana di Trevi, com a competição realizada pelo Papa Clemente XII em 1731.


A aparência final da Fontana di Trevi é o resultado de muitos anos de obras. Projetada por Nicola Salvi, que se inspirou em muitos detalhes do projeto anterior, de Bernini, a fonte só foi finalizada em 1762 por Giuseppe Pannini, após o falecimento de Nicola Salvi.


A impressionante cena retratada na fonte é uma homenagem ao poder do mar e leva esculturas de artistas diferentes, como o imponente Netuno esculpido por Pietro Bracci e as estátuas da Saúde e Abundância de Filippo della Valle.


Além de sua beleza ímpar, a fonte ficou muito famosa também pelo destaque cinematográfico. Uma das mais marcantes cenas do cinema italiano é ambientada no monumento, no filme La Dolce Vita, de Federico Fellini, em 1960.

Mas o filme onde nasceu a famosa tradição de jogar moedas na fonte foi “A Fonte dos Desejos”, de 1954. A comédia romântica ainda leva a música Three Coins in a Fountain, de Frank Sinatra, em sua trilha sonora. Segundo a tradição, caso a pessoa jogue uma moeda na fonte, ela voltará à Roma futuramente.


Inspirada pelo filme, a lenda ainda recebeu variações. Se jogar duas moedas na fonte, a pessoa encontrará o amor de sua vida. E caso jogue uma terceira moeda, o casamento com essa pessoa amada estará garantido.

Milhares de moedas são jogadas diariamente na fonte para fazer pedidos! Mas segundo a tradição, você precisa seguir os passos corretamente. Para que o pedido funcione, você deve jogar a moeda virado de costas, por cima do ombro, com os olhos fechados.


Como a Fontana é uma das principais atrações turísticas da cidade de Roma, ela costuma estar sempre muito movimentada. Caso prefira visitá-la em um horário menos tumultuado, opte por conhecê-la no início da manhã.


Com toda essa atenção dos turistas que disputam espaço próximo à fonte, ansiosos para seguirem a tradição de jogar suas moedas, é possível imaginar que a arrecadação de euros seja significante, certo?


Em um ano, são aproximadamente 1 milhão e meio de euros arrecadados na Fontana di Trevi!


Durante a madrugada, funcionários da prefeitura retiram as moedas utilizando um aspirador.


As arrecadações das moedas jogadas pelos milhões de turistas que visitam a famosa fonte são direcionadas para a entidade beneficente Caritas, organização social da Igreja Católica.


O dinheiro arrecadado com as moedas é usado para ajudar diversas famílias em dificuldades econômicas, assim como moradores de rua e imigrantes atendidos pela entidade católica.

Quando você for conhecer a Fontana di Trevi, lembre-se de aproveitar para visitar outras belas fontes pela região, como a Fontana della Barcaccia e a Fontana dei Quattro Fiumi.


A bela Fontana della Barcaccia fica na Praça da Espanha, uma das mais famosas de Roma. Em frente à praça há uma escadaria de 136 degraus, que dá acesso direto a Igreja Trinità dei Monti, construída no início do século 16, em estilo gótico.


A fonte barroca foi uma encomenda do Papa Urbano VIII e se destaca pelo formato de barco. Foi esculpida por Pietro Bernini com a participação de seu filho, Gian Lorenzo Bernini e assim como a Fontana di Trevi, também é alimentada pelas águas do aqueduto Aqua Virgo.


Já a Fontana dei Quatto Fiumi você poderá conhecer quando visitar a Praça Navona, local que, no ano de 80 d.C., era um estádio construído pelo Imperador Domiciano, dedicado às competições atléticas.


A fonte foi esculpida por Gian Lorenzo Bernini em 1651, após seu belo projeto ganhar o concurso elaborado pelo Papa Inocêncio X. A Fontana dei Quatto Fiumi prestigia quatro rios em diferentes continentes do mundo, o Rio Nilo, Ganges, Danúbio e Rio da Prata.



Após esse passeio pela Cidade Eterna, me conte nos comentários se você gostou de conhecer essas informações sobre a exuberante Fontana di Trevi e as belíssimas Fontana della Barcaccia e Fontana dei Quattro Fiumi, e que outro ponto turístico em Roma é imperdível no seu roteiro de viagem à Itália.

NUNCA MAIS PERCA UMA POSTAGEM!

Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades, além de dicas e aulas gratuitas!

Siga-me também nas redes sociais

  • Instagram

© 2019, Silvano Formentin

  • Ícone preto do Facebook
  • Preto Ícone YouTube
  • Ícone preto do Instagram