top of page
  • Silvano Formentin

Os Segredos das Construções Romanas

Roma, capital da Itália, esconde em suas ruas e praças históricas, segredos que desafiam a lógica do tempo.


Nas imponentes paredes de pedra do Coliseu, ecoam histórias de uma era passada, onde mais de 50 mil espectadores se reuniam para testemunhar espetáculos que variavam desde batalhas sanguinárias de gladiadores até procissões e corridas de carruagens. Neste artigo, vamos desvendar os mistérios que cercam as construções romanas que desafiam as leis da engenharia moderna.


Foto das colunas da entrada do Panteão
Colunas da entrada do Panteão.

Inaugurado em 80 d.C., o Coliseu é um espetáculo monumental de engenharia. Com quatro andares de altura e 188 metros de largura em seu maior eixo, esta estrutura oval continua a ser o maior anfiteatro do mundo. Sobrevivendo a terremotos, inundações e conflitos militares, o Coliseu é mais do que uma arena de entretenimento — é uma testemunha da duradoura influência da cultura romana.



Construído cerca de 40 anos depois do Coliseu, o Panteão é uma construção que ostenta uma cúpula impressionante com 43 metros de diâmetro. Contrariando as normas da engenharia moderna, essa cúpula não possui reforços internos, desafiando as tensões de tração e permanecendo de pé por 19 séculos. O segredo reside não apenas na escolha única de materiais, mas também em truques engenhosos utilizados pelos arquitetos romanos.


Os romanos, mestres da grandiosidade, souberam projetar estruturas surpreendentes que resistiram ao tempo. Engenheiros modernos ainda estudam essas obras, destacando a combinação de um projeto engenhoso e uma receita única de concreto como segredo para sua durabilidade. Ao contrário do concreto moderno, o concreto romano incorporava minerais vulcânicos reativos, garantindo uma resistência insuperável e uma capacidade regenerativa ao longo do tempo.


Os pesquisadores descobriram que a química precisa do concreto romano envolvia minerais como a estratlingita, que promoviam a resistência às rachaduras. Além disso, a diversidade química do concreto romano permitiu que diferentes composições fossem testadas, resultando em estruturas como o Coliseu e o Panteão, verdadeiros testemunhos da eficácia desse material.



Enquanto cientistas de materiais estudam e buscam adaptar o concreto romano para enfrentar desafios ambientais do mundo moderno, a lição de Roma permanece clara. A durabilidade do concreto romano não apenas desafia as limitações da engenharia moderna, mas também aponta para um caminho mais sustentável.


Ao explorar as maravilhas arquitetônicas da Cidade Eterna, somos convidados a contemplar não apenas a grandiosidade do passado, mas também a promessa de um futuro onde a engenhosidade romana ecoa em soluções modernas e duradouras.


O mistério que envolve a história de Roma é um convite para explorar não apenas as construções milenares, mas também a língua e a cultura que atravessam os séculos. Por isso, se você deseja desvendar mais segredos e curiosidades sobre esta cidade fascinante, convidamos você a embarcar no Desafio 15 Dias de Italiano: Explorando Roma, um evento gratuito e online que vai te proporcionar uma jornada única de aprendizado.


Toque no botão abaixo e participe dessa aventura extraordinária:






800 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments


sydneymaria
Apr 08

Textos de uma grandiosidade histórica ,que nos impulsionam no estudo da língua e da cultura italianas. Para nós, alunos de sua Escola, seria de enorme valia se os mesmos viessem editados na língua italiana. Nosso agradecimento ao professor Silvano e eficiente equipe.

Like

misskatiass
Feb 25

Caro Professor Silvano

Il mio giornale è scritto in portoghese. Come posso leggerlo in italiano?

Grazie Mille

Katia Schmidt Salas

Like
bottom of page