• Silvano Formentin

Por que você deve falar italiano para ir para Itália

Entenda como o idioma vai transformar sua viagem


Resolvi criar esse texto por três motivos distintos, mas complementares. O primeiro é que já fui para Itália sem falar italiano (embora eu acreditasse que sabia falar), e depois fui novamente falando italiano e vivenciei como isso foi bem diferente.


O segundo motivo é que muitos dos meus alunos me relatam sobre essa diferença na experiência de viagem, confirmando o que também passei.


O terceiro motivo é a minha promessa de fazer o possível para evitar que qualquer outra pessoa vá para Itália sem falar italiano, sendo por turismo ou para morar. Inclusive foi por isso que me tornei professor de italiano e propagador dessa cultura maravilhosa. Até falei sobre isso em um vídeo bem rápido que fiz para minhas redes sociais, dá só uma olhada:



Agora que você já sabe meus motivos de escrever esse texto, vamos a ele. Mas se você quiser saber mais da minha história é só clicar abaixo para ouvir meu podcast.



Existe uma outra Itália dentro da Itália


Você provavelmente já leu textos que listam motivos para aprender italiano, como o fato de a língua ser parecida com o português, a paixão pela cultura e outras coisas desse tipo.


Bem, tudo isso é verdade, mas existe uma causa determinante para aprender esse idioma e que raramente é mencionada nos textos sobre viagens, por isso serei sincero com você: o principal motivo de aprender italiano é poder conhecer a Itália dentro da Itália. Confuso? Vou explicar.


Existe uma Itália mundialmente conhecida e frequentada pelos turistas de todos os lados do planeta. Geralmente está lotada de gente, seus restaurantes costumam ser caros, a comida nem sempre é boa (embora só de estar na Itália ela já pareça magnífica), os garçons podem ser indelicados e muitas vezes as cidades e seus lugares (restaurantes inclusos) estão sujos.


Mas existe uma segunda Itália, ou quella vera Italia, acessível somente para os italianos nativos e quem se comunica naturalmente com eles, ou seja, quem fala italiano.



Nesse país dentro do país é possível comer e beber divinamente pagando o justo, a natureza é esplendorosa, respiramos arte e poesia e cada momento é uma experiência única. Essa é a versão do país que você provavelmente imagina.


Agora eu te faço uma pergunta: Qual dessas duas Itália você quer conhecer?


Por isso, ao planejar sua viagem tenha certeza de qual versão desse país maravilhoso você prefere visitar, afinal eles são bem diferentes.


Não quer dizer que ir para Itália sem falar italiano será uma viagem ruim, provavelmente será um lindo passeio, mas posso afirmar que ir para Itália falando italiano será uma experiência ainda mais inesquecível, é até difícil descrever o quanto é melhor. Ir para a Itália sem saber falar italiano é como assistir uma TV em preto e branco. Lembra como era isso antigamente?


É como estar diante de uma grande apresentação artística, mas ter que assisti-la em pé e lá no fundão do teatro, onde mal se consegue ver e ouvir a apresentação. Não seria bem melhor assisti-la em uma poltrona VIP na primeira fileira, com total conforto e podendo ver seu artista preferido bem de perto, a apenas 2 ou três metros?


Imagine você realizando o seu sonho de assistir presencialmente uma missa do Papa Francisco no Vaticano. A missa é sempre em italiano, seria frustrante você lá querendo entender o que ele está falando e não conseguindo, enquanto as pessoas ao seu lado entendem tudo e você não.



Tudo bem que de qualquer forma, ver o Papa de perto será ótimo, mas se além disso você entender o que ele está falando será a realização de um sonho em um outro nível.


Permita-se surpreender


Como disse antes, existe uma Itália dentro da Itália, acessível apenas para quem domina o italiano. E se engana quem acha que me refiro apenas às cidades pequenas interioranas do país, onde as pessoas não dominam a língua inglesa e falar italiano é quase obrigatoriedade.


Mesmo dentro dos grandes centros de turismo é possível conhecer aspectos únicos das grandes cidades. Por exemplo, Roma é uma cidade maravilhosa para passear a esmo e se deixar deslumbrar com as construções, pontos turísticos, ruas estreitas, monumentos e restaurantes.


Passear pela cidade é uma das sensações mais fascinantes da sua viagem à Itália. Indescritível sair da Cappella Sistina e ir caminhando pela Viale dei Bastioni di Michelangelo, passar pelo belíssimo Lungotevere Castello até chegar na Ponte Sant'Angelo.


No entanto é desaconselhável fazer esse passeio sem conhecer intimamente a língua italiana, uma vez que eventualmente você precisará ler as placas de sinalização das ruas ou mesmo alguma informação de monumentos.



Além disso, mesmo que cidades como Milão e Roma estejam acostumadas a receber turistas de todo o mundo e existam lugares preparados para atender em outras línguas, nada se compara a sensação de independência de poder aproveitar a cultura sem a limitação do idioma ou precisar esperar por um intérprete.


E essa liberdade que falar italiano fica ainda mais evidente em outras cidades com menor expressão mundial. Em cidades como Arezzo por exemplo, que foi local para filmagens do filme La vita è bella, é muito difícil encontrar estabelecimentos com atendentes bilíngues.


Por isso posso afirmar que não falar italiano na Itália irá limitar sua viagem. E tenho certeza que não é isso que você sonhou.


Conviver faz parte da magia


Quando você voltar ou simplesmente for contar da sua viagem para alguém, você terá duas histórias possíveis.


A primeira é de uma viagem inesquecível, marcada pelos lindos monumentos, paisagens deslumbrantes e as deliciosas comidas dos lugares mais conhecidos das cidades italianas.



Uma viagem muito legal, mas dentro de um roteiro limitado, previsto, já pré-determinado por alguém que provavelmente faz isso todos os dias. Sem surpresas, sem sua individualidade, sem histórias únicas.


Ou você pode contar sobre uma viagem transformadora, singular, cheia de momentos inigualáveis, dicas sobre coisas e lugares que você descobriu, pessoas que conheceu, músicas que escutou, placas que leu e que ninguém tinha falado até então. A sua versão da Itália, sua viagem exclusiva, seus detalhes, seu momento.


Qual você prefere?


Se você escolheu a segunda opção é porque concorda que conviver com as pessoas locais faz parte de uma viagem perfeita. Imagine a sensação de escutar os músicos de rua de Florença e compreender o que eles cantam. Ou de ler o cardápio em uma pequena pizzaria em Nápoles.



Imaginou?


Agora pense em não viver isso por não falar o idioma local. Pense nas histórias das pessoas que vivem nas cidades que você não ouvirá por não compreender italiano. Garçons, feirantes, chefs, aquela loja do lado do seu hotel. Não limite seu sonho, fale italiano.


É mais seguro


Quando planejamos nossa viagem, a última coisa que queremos é passar por alguma situação desagradável, como roubo, furto ou até mesmo acidente. E meu maior desejo é de tudo dê certo no seu passeio. Mas infelizmente, imprevistos podem acontecer.


E geralmente esses momentos se tornam ainda mais difíceis se você não falar o idioma local.


Imagine a angústia de precisar de ajuda e não compreender o que as pessoas estão falando ou não conseguir se expressar corretamente. Mesmo situações como estar perdido no aeroporto, pegar um táxi ou alugar um carro podem ser incrivelmente complexas se não falar italiano.


Nós dois sabemos que a segurança é um aspecto extremamente importante para qualquer viagem, e falar italiano na Itália é fundamental.


Você faz parte da cultura


A língua italiana possui a mesma origem latina do português, por isso temos facilidade em compreender algumas palavras e expressões.


O problema é que alguns italianos falam mais rápido e geralmente gesticulando, o que dificulta identificar o que estão dizendo. Pelo menos os italianos do sul do país. No Norte, os nativos costumam ser mais comedidos, mas também evitam falar qualquer outra língua que não seja a sua língua mãe. Por isso eles admiram as pessoas que falam italiano.


Inclusive a forma com que você é tratado pelos nativos muda se você domina o idioma local, que passam a ter um tom mais respeitoso e amistoso, o que é facilmente compreensível.

Imagine a seguinte situação: um estrangeiro que está visitando o Brasil chega até você e comece a falar um monte de coisas em uma língua que você não domina.


Você provavelmente tentará ajudar (faz parte do brasileiro), mas em pouco tempo irá pedir auxílio de outra pessoa. Agora imagine o mesmo estrangeiro falando algumas palavras em português e pedindo sua ajuda. Você não se sente mais confortável em ajudar?


Por isso os italianos consideram de bom tom o turista tentar pelo menos falar alguma coisa do idioma do lugar. Mas dominar a língua faz você participar da cultura italiana.


O que falar italiano vai te proporcionar na sua próxima viagem?


Decidi terminar esse texto com uma reflexão. Depois de tudo que vimos aqui, quero que você pense na pergunta acima.


O que você acha que é mais importante? Há algo que você gostaria de adicionar ou retirar nesse texto?


Pense na sua resposta e depois comente aqui suas conclusões. Se quiser aprender mais sobre a cultura italiana e sua língua, me siga nas redes sociais.


Arrivederci!

363 visualizações1 comentário

NUNCA MAIS PERCA UMA POSTAGEM!

Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades, além de dicas e aulas gratuitas!

Siga-me também nas redes sociais

  • Instagram

© 2019, Silvano Formentin

  • Ícone preto do Facebook
  • Preto Ícone YouTube
  • Ícone preto do Instagram