• Silvano Formentin

Fui para Itália e deixei de ser idoso!

Geriatras italianos deixam a população mais jovem



Imagine você deixar de ser considerado idoso, parece confuso?

Mas foi isso mesmo que aconteceu na Itália, e já faz um tempinho, no fim de 2018.


Enquanto no Brasil o conceito de idoso é aplicado para pessoas acima de 65 anos, na Itália é preciso esperar mais alguns anos para ter alguns direitos. Diferente do Brasil, na Itália os estabelecimentos não são obrigados a oferecer atendimento preferencial para as pessoas de mais idade, assim prevalece o bom senso na hora das filas.


Em novembro de 2018 a Sociedade Italiana de Gerontologia e Geriatria recalculou a idade para que uma pessoa seja considerada idosa, considerando a expectativa de vida dos italianos.


O fenômeno mundial do aumento da expectativa de vida é visível na Itália, um dos países com população mais longeva do mundo. Para você ter uma ideia, a Itália era o segundo país com maior número de idosos no mundo em 2017, atrás apenas do Japão.


A expectativa de vida italiana é de 83 anos para homens e 85 anos para mulheres, e este dado foi considerado como muito relevante para Sociedade Italiana de Gerontologia e Geriatria. A mesma considera idoso, a pessoa com 10 anos a menos da sua expectativa de vida, sendo assim 75 anos.


Os geriatras defendem que uma pessoa com mais de 60 anos possui a capacidade física e cognitiva de alguém com 40 ou 50 anos. Niccolò Marchionni, diretor do departamento cardiovascular Careggi, argumenta ainda que uma pessoa com 75 anos tem as mesmas condições de quem tinha 55 anos nos anos 80.


E esse avanço na qualidade e tempo de vida dos cidadãos italianos é o argumento central da SIGG para o aumento da idade no conceito de idoso.


A longevidade italiana dá-se por uma série de medidas individuais e coletivas da nação, mas o segredo italiano é mais simples do que parece.


Acompanhamento da saúde, alimentação balanceada e prática de atividades é o “segredo italiano” já conhecido por todos. Mas na Itália vê-se de forma mais nítida o impacto destas ações na qualidade e tempo de vida da população.


O país conta com um sistema nacional de saúde, o SNN, que tem consultas, exames e internações com custo baixo. Assim a população envelhece com uma boa assistência, chegando a terceira idade com boa condição física e emocional.


Desde jovens os italianos se preocupam em ter uma alimentação equilibrada e estarem fisicamente ativos. Eu sempre reforço que essas ações são muito importantes em nossas vidas, mas não podemos deixar de lado a preocupação em manter o cérebro ativo com atividades exclusivas para ele.


Aqui no blog já falei sobre uma das lições que a minha nonna me deixou sobre a vida e que a sempre levo comigo.

Clique aqui para ler o artigo.


Assim como minha nonna, meus alunos também são um grande exemplo para mim. Alguns deles já são considerados idosos no Brasil, e na Itália; e continuam ativos.


Vejo alguns deles que seguem o “segredo italiano” unido a aprendizagem do idioma e ainda outras atividades que os fazem ser um exemplo para todos. Por isso pedi que alguns compartilhassem um pouco mais de suas experiências, como está sendo aprender italiano e quais são seus segredos pessoais.


Io mi chiamo Wanda Wilke, ho 72 anni e sto molto felice di fare il corso di italiano con il professor Silvano.


Cuido da minha mãe de 93 anos, dependente 24h há quase 9 anos. Estava me sentido um pouco deprimida, e olhando celular encontrei o querido professor Silvano.

Resolvi assistir as aulas gratuitas de terça-feira e me apaixonei. Em novembro de 2019, entrei no curso online.


Sempre fui apaixonada pela língua, tenho um afilhado italiano. Eu e sua mãe somos amigas, eles são de Torino, e nos comunicamos pelo whatsapp.


Tenho dificuldade na informática, mas não foi empecilho; pedi ajuda para meu filho e ele colocou o curso no meu celular e na TV. Assisto as aulas, faço as repetições e copio no caderno, também estou assistindo filmes.


Gosto também de dançar, ir no teatro e cinema.

Quanto a motivação, comento com os amigos que amo fazer as aulas, estou aprendendo o idioma, minha memória está mais presente, mais animada e quando os encontro, incentivo eles a fazerem aula com professor Silvano.”


Aluno José Carlos

“Meu nome é José Carlos Gomes, tenho 76 anos e nasci em Rio Claro, interior de São Paulo. Meus avós eram italianos e casei com minha esposa, Zaíra Ansanello, cujos avós também são italianos. Tenho quatro filhas e três netas.


Umas das minhas filhas, com minha neta de 13 anos, que amo tanto, estão na Itália e morro de saudades. Elas têm cidadania e moram em Cosenza. Minha neta Pietra está super adaptada a língua e já fez muitas amizades na escola.


Em razão disso tudo comecei a me interessar pelo idioma e por coincidência encontrei o curso do professor Silvano na internet. Estou fazendo o curso e gostando muito.

Foi um desafio que propus a mim mesmo e me sinto recompensado ao saber que ainda tenho capacidade de aprender. E o melhor, ajuda a preencher meu tempo livre, que é muito devido eu ser aposentado. Sou uma pessoa simples, voltado a família e inquieto, sempre me desafiando.


Espero que eu possa visitá-las, falando italiano para orgulho delas, que torcem muito por mim.”

Aluna Olinda Casasco

“Mi chiamo Olinda Casasco, ho 75 anni. Sono spozata per la seconda volta trentasei anni fa. Ho avuto tre figli: Flavia, 48 anni; Fabiano, 42 anni e Fernando che avrebbe 40 anni ma è morto due anni fa per il mio compleanno. Ho anche cinque nipoti: tre ragazze e due ragazzi.

Sono laureata in odontoiatria, specializzata in odontoiatria pediatrica. Ora io e mio marito Emilio siamo in pensione.


Abbiamo visuto a Santos, ma dopo la pensione abbiamo deciso di venire a vivere a Peruibe.

Qui non abbiamo né cinema, né shopping, neanche il club. Nostre uniche diversioni sono andare in piscina in estate e guardare la TV.


Ecco perché io leggo molto, faccio le parole crociate e Sudoku. Ho studiato l'inglese a Santos ma non ho trovato un professore qui a Peruibe come quello che avevo a Santos.

Ho visto Silvano su Youtube e mi ha piaciuto il modo in cui lui insegna l’italiano e ....pronto!

Mi sono scritta e mi fa felice.


Mi piace la lingua, le canzoni, guardare serie su Netflix, tutto in italiano. Io cerco di fare immersione qui in Brasile.

Io voglio andare in Portogallo l'anno prossimo e magari andare anche in Italia un paio di giorni e conoscere alcune delle sue meraviglie.”


Tradução do depoimento da aluna Olinda:

"Meu nome é Olinda Casasco, tenho 75 anos. Sou casada pela segunda vez há 36 anos. Tive 3 filhos; Flavia 48 anos, Fabiano 42 e Fernando que teria 40 anos mas faleceu há 2 anos no dia do meu aniversário. Tenho também 5 netos: 3 moças e 2 rapazes. Sou formada em odontologia com especialização em odontopediatria. Atualmente eu e meu marido Emilio estamos aposentados.


Vivíamos em Santos, mas após as aposentadorias decidimos vir morar em Peruíbe.

Aqui não temos nem cinema, nem shopping, nem clube. As nossas únicas diversões são ir na piscina no verão e assistir televisão.


Por isso leio muito, faço palavras cruzadas e sudoko. Eu estudava inglês em Santos, mas não achei um professor aqui em Peruibe, como o que eu tinha lá.

Vi o Silvano no Youtube e gostei da forma como ele ensina italiano e... pronto!!! Me matriculei e estou adorando.


Adoro a língua, as músicas, de assistir séries no Netflix, tudo em italiano. Procuro fazer uma imersão aqui no Brasil. Quero ir a Portugal ano que vem, quem sabe ir até a Itália por alguns dias e conhecer algumas das suas maravilhas."


Cada aluno é único, em suas experiências de vida e seus motivos para estudar italiano. Mas a idade nunca será um impeditivo para que sigam seu sonho e falem fluentemente.


Aprender italiano não é apenas aprender um idioma, é continuar ativo, continuar saudável e ter uma vida longa e com qualidade.


Me conte nos comentários se você já é considerado idoso e quais são os segredos que você segue para ter uma vida longa e com qualidade.


Arrivederci!


784 visualizações1 comentário

NUNCA MAIS PERCA UMA POSTAGEM!

Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades, além de dicas e aulas gratuitas!

Siga-me também nas redes sociais

  • Instagram

© 2019, Silvano Formentin

  • Ícone preto do Facebook
  • Preto Ícone YouTube
  • Ícone preto do Instagram