• Silvano Formentin

Piazza Navona, a mais famosa praça de Roma

História e cultura no centro da cidade


É um costume comum dos italianos se encontrarem em praças e isso faz parte do cotidiano deles. Mas além de estarem presentes no dia a dia dos romanos, essas praças fazem parte da história do país. Dentre as diversas praças que podem ser encontradas em Roma algumas se destacam, e hoje vamos conhecer um pouco mais sobre uma das principais e mais bonitas praças da cidade, La Piazza Navona.

piazza navona em roma em um dia ensolarado

Pra entender um pouco mais da origem dessa praça e também do seu nome vamos viajar até a Roma de 86 d.C. Época do imperador Tito Flavio Domiciano, que fez parte da dinastia Flaviana, período que foi marcado por um programa de obras públicas e construções grandiosas, como por exemplo o Coliseu, que teve início através de seu pai Tito Flavio Vespasiano. Você pode inclusive conhecer algumas curiosidades sobre o Coliseu em meu outro artigo do blog, clicando aqui.


O imperador Domiciano, mesmo tendo fama de cruel segundo alguns historiadores, foi responsável por diversos programas culturais para o povo. Entre suas ideias estava a de um local que atendesse às competições de atletismo, que na época não tinham um espaço específico para acontecer.

campo de marte na roma antiga

O local escolhido foi o Campo de Marte, uma área pública de Roma que foi muito usada durante o governo de seu pai Vespasiano para o treinamento de militares.


Inspirado em espaços gregos, Domiciano foi o responsável pelo primeiro estádio atlético permanente para competições esportivas em Roma. O estádio tinha capacidade para 30 mil espectadores, um espaço realmente grande para sua atividade. Para fins de comparação, o Coliseu atraía um público maior e suportava entre 50 e 80 mil pessoas.


Além de ter o nome de Estádio de Domiciano, o local também era conhecido como Circo Agonal, do latim Circus Agonalis, pois a palavra "agones" significava “jogos”. Partindo do termo agones, a pronúncia foi se modificando com o tempo, transformando “agones” em "in agone" depois em "innagone", "innavone", "navone", até que finalmente, como chamamos hoje, Navona.

fotos aereas do local da praca navona em roma

Mas então você pode estar se perguntando, afinal, estamos falando sobre o Estádio de Domiciano ou sobre a Piazza Navona? A resposta é que a atual praça fica exatamente no mesmo local onde era o Estádio, inclusive tem até o mesmo formato!


Hoje, cerca de 4 metros e meio abaixo da Piazza Navona, existe uma área arqueológica com as ruínas que restaram do grande Estádio de Domiciano. O local é tão surpreendente que foi declarado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco e você pode visitá-lo quando estiver em Roma.


Palazzo Pamphilj sede da embaixada brasileira em roma

Com o passar dos anos, belas construções foram feitas ao redor da Praça Navona, como por exemplo o Palazzo Pamphilj, que hoje é sede da embaixada Brasileira. Ele foi construído a partir de casas da família Pamphilj, que era uma das famílias papais muito conhecida em Roma nos séculos XVI e XVII.



Nessa época, o Palácio era grandioso, porém o centro da praça era simples, com uma pequena e frágil fonte. Mas quando Giovanni Battista Pamphilj se tornou o Papa Inocêncio X e sua família ganhou ainda mais prestígio, ele encomendou uma série de obras para embelezar a praça e o principal destaque foi La Fontana dei Quattro Fiumi.


Após elaborar um concurso, o papa contratou o artista Gian Lorenzo Bernini para dirigir e realizar o trabalho da fonte pois ficou impressionado com o seu projeto.

estatua da fonte dos quatros rios em roma

A fonte foi construída em 1651 e representa os maiores rios conhecidos até aquele momento. As quatro grandes esculturas retratam os rios Danúbio, Ganges, Rio da Prata e Rio Nilo e acompanham elementos de cada um dos quatro continentes representados.


No alto da escultura está o brasão de mármore da família Pamphilj e uma pomba carregando um ramo de oliveira no bico.


Além dessa imponente obra de Bernini a praça também conta com mais duas fontes, ambas projetadas por Giacomo Della Porta, por volta de 1575. Ao sul está La Fontana del Moro e ao norte fica a La Fontana del Nettuno.

foto em dia ensolarado da praca navona

Essas três fontes trazem um ar refrescante à praça, que sempre foi um espaço para diversão, festivais e movimentos culturais, onde ainda hoje é possível apreciar artistas de rua como músicos e pintores. O local também é repleto de bares e restaurantes bastante convidativos.


Por muitos anos, nos meses de agosto, a praça era inundada para que formasse o Lago di Piazza Navona, permitindo assim a diversão do povo romano durante o verão.


Ainda podemos ver que a cultura está muito presente no local e a praça já foi cenário de grandes e famosos filmes como “Anjos e Demônios”, de 2009, e o filme “Para Roma com Amor” comédia de 2012 dirigida por Woody Allen.


É uma das mais belas e famosas praças de Roma e continua sendo marcada pela cultura e pela história, merecendo assim uma visita especial. O acesso à praça é gratuito, mas lembre-se de também visitar o subsolo, rico em detalhes arqueológicos, uma verdadeira viagem no tempo.


O ingresso para conhecer as ruínas do Estádio de Domiciano pode ser comprado online ou na bilheteria local e a visitação conta com um guia que explica a história dos esportes da antiguidade greco-romana, como luta, corrida, lançamento de disco e de dardo, e ainda mostra a história do estádio, apresentando toda sua organização, estrutura, arquibancadas e estátuas que faziam parte do local.

ruinas do estadio domiciano em roma

Na praça você também encontra a igreja barroca de Sant'Agnese in Agone e também pode visitar o Palazzo Pamphilj, que hoje é sede da embaixada brasileira na Itália e conta com uma pinacoteca onde estão expostas obras de grandes mestres como Rafael e Caravaggio. O ingresso para a visita é comprado no próprio local e não é comum encontrar filas.


Também na praça, perto da Fontana del Moro, você pode conferir o Museo di Roma que possui mais de 12 mil objetos, entre quadros, esculturas, fotografia e outros artefatos que ajudam a recontar a riquíssima história da cidade. Além disso, o museu ainda abriga exposições temporárias de arte.


E se você está na Piazza Navona não pode deixar de conhecer o Pantheon. Já escrevi sobre essa belíssima obra arquitetônica e você pode ler meu artigo clicando aqui. O local fica a cerca de 400 metros da Piazza Navona.


Espero que você tenha ficado animado em conhecer essa praça em Roma. Me conte nos comentários se você já conhecia a Piazza Navona e qual outro local turístico italiano você tem interesse em conhecer, assim poderei escrever sobre outros monumentos e te mostrar mais sobre esse belíssimo e amado país.

306 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo