• Silvano Formentin

As tradições do Natal na Itália

Descubra como os italianos celebram essa época mágica cheia de união, religiosidade e muito sabor.


O Natal é uma época especial em qualquer lugar do mundo, e não tinha como ser diferente na Itália, um país tão rico em tradições e que adora uma celebração em família. Hoje eu trouxe um pouco de como essa data é comemorada pelos italianos para que você conheça tudo o que faz o mês de dezembro ser tão interessante.

Coliseu e arvore de natal

O Advento


As celebrações natalinas começam pelo Advento - palavra que significa o que está para vir, e corresponde às quatro semanas que antecedem o Natal. Nesse período, as ruas de todo o país se enchem de feirinhas ao ar livre, com várias tendas e casinhas de madeira nos parques e praças da cidade, conhecidas como Mercatini di Natale.


Além de artesanato e artigos de decoração, se comercializa uma bebida típica chamada vinho quente, muito parecido com quentão que bebemos nas festas juninas aqui no Brasil. Além disso, é comum encontrar corais, concertos, atividades para as crianças e outros eventos culturais. Essas feirinhas permanecem nas ruas até o dia 06 de janeiro.

Mercado de Natal

Os italianos também gostam muito das decorações típicas do Natal, e desde o primeiro dia do advento as casas e os lugares públicos ficam repletos de luzinhas e outros enfeites - inclusive, é na Itália que se encontra a maior árvore de Natal do mundo!


Localizada na cidade de Gubbio, na Úmbria, e montada nas encostas do Monte Ingino a árvore tem mais de 650 metros de altura e cerca de 300 fontes de luz coloridas e 250 de luzes verdes. A árvore é iluminada todos os anos no dia 7 de dezembro e permanece acesa até o dia 10 de janeiro.

Arvore de Natal na Italia

Outra tradição de gerações de italianos é o presépio. Foi na cidade de Greccio, na região do Laziona que o presépio foi montado pela primeira vez na história! Essa tradição cristã surgiu quando São Francisco de Assis colocou uma representação do menino Jesus junto de alguns animais em um bosque da região, com a intenção de demonstrar quais foram as condições do seu nascimento.


Até hoje os presépios tem muito destaque e importância nas celebrações de fim de ano da Itália e muitas famílias cultivam o hábito de modelar os personagens, pintar e entalhar peças em madeira. Na cidade de Napóles, na rua San Gregorio Armeno, são comercializados presépios artesanais o ano todo. Lá, é possível comprar um presépio inteiro, só alguns personagens ou até versões mais irreverentes, com a cantora Madonna ou o jogador de futebol Maradona, por exemplo.


Esse costume é tão forte que na cidade de Oassana, na região de Trentino, o número de personagens de presépios supera o de habitantes! Esta pequena cidade é muito conhecida pelas comemorações de natal, e nesse ano de 2020, a população de apenas 852 pessoas será superada pela montagem de 890 presépios.

Presepio

A noite de Natal


No que diz respeito à passagem do dia vinte e quatro para o vinte e cinco, os italianos gostam de estar com a família. Existe um ditado que diz “Natale con i tuoi, Pasqua con chi vuoi” (Natal com os seus e Páscoa com quem quiser), o que reforça a ideia de união familiar nessa época especial.


O comércio fecha na véspera do Natal e permanece fechado até o dia vinte e seis de dezembro, assim como as escolas que, geralmente, fazem um recesso a partir do dia vinte e três. Muitos italianos gostam de viajar para as regiões de montanhas para esquiar nos Alpes, o que é chamado de settimana bianca (semana branca).


As crianças esperam o Papai Noel, embora ele não seja a única figura importante dessa época. Eu escrevi um artigo sobre os personagens natalinos da Itália que você pode ler clicando aqui.


Ainda no dia vinte e quatro, se realiza a ceia. Alguns pratos são muito parecidos com os que estamos acostumados a comer aqui no Brasil. O peru, por exemplo, lá chamado de Cappone é servido cozido nas regiões da Lombardia, na Toscana, Umbria e Liguria, e assado no Piemonte e em Marche.


A lasanha, também muito consumida no Brasil durante todo o ano, é um dos destaques da ceia dos italianos - seja ela com carne picada e molho, ou com ricota, mussarela e almôndegas (napolitana).


Nas mesas de natal da região da Calábria, uma sopa de carne e vegetais chamada minestra maritata é feita com ossos de presunto, peru, frango, vitelo, salsicha, pequenas endívias, chicória, brócolis e repolho.


O bacalhau, conhecido dos brasileiros durante a Semana Santa, na Itália faz parte de pratos natalinos famosos em várias regiões. Frito, em Lazio e Campânia, com tomates, alcaparras e azeitonas pretas como na Puglia ou com polenta em Veneto.

prato italiano

A sobremesa fica por conta do famoso panetone ou do Pandoro, um bolo leve e amanteigado polvilhado com açúcar de confeiteiro, e dos biscoitos de gengibre, feitos em formato de homenzinhos e usados também para decorar as árvores de Natal.


Em Roma na véspera de Natal se come sopa de peixe ou macarrão com caldo de brócolis e peixe arzilla, enquanto no dia seguinte é costume comer abbacchio (cordeiro assado) com batatas e cappelletti em caldo.


Já na região da Toscana, as especialidades incluem galinha d’angola ou pato assado, galo capão recheado e também bardiccio, que é uma linguiça de porco recheada com erva-doce e outras especiarias.

biscoitos de gengibre

Depois da ceia, quando chega a meia-noite, além de trocar presentes, algumas famílias vão à missa. As celebrações religiosas começam no dia dezesseis de dezembro com o início da Novena de Natal.


Sendo a Itália um país com tradição católica muito forte, as missas natalinas são celebradas desde as pequenas igrejas das montanhas até as grandes catedrais, inclusive a que é transmitida ao redor do mundo e acompanhada por milhões de pessoas: a Missa do Galo, ministrada pelo papa na Basílica de São Pedro, no Vaticano, à meia noite do dia vinte e cinco.


Feita para celebrar o nascimento de Jesus Cristo, a tradição da Missa do Galo existe desde o século cinco, mais especificamente do ano de 330 d.C. O seu nome oficial é Santa Missa na Solenidade do Natal do Senhor, e o nome “Missa do Galo” é característico de países cujo idioma é português ou espanhol - em italiano, alemão ou inglês, por exemplo, é chamada apenas de “Missa da Meia-Noite”.


As maravilhas do Natal quando apreciadas em um país mágico como a Itália se tornam ainda mais emocionantes. Você já visitou ou tem vontade de passar essa época do ano neste lugar repleto de tradições interessantes? Me conte nos comentários o que você achou mais atraente ou mais diferente nas celebrações dos italianos!


Não se esqueça também de deixar seu e-mail no campo abaixo para receber todas as novidades do blog e não perder as novas publicações!


Desejo a você um excelente Natal!


Ci vediamo! Buon Natale!



219 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo