• Silvano Formentin

Quando usar consoantes duplas em italiano, a resposta de um milhão

As consoantes duplas são muito utilizadas em italiano e geram muitas dúvidas na hora da escrita



Antes de mais nada, lembre-se do que sempre digo: ninguém aprende italiano estudando só gramática, principalmente no início.


A gramática faz parte dos idiomas e cada um deles tem regras distintas, mas esta não é a forma de estudo que vai te levar a fluência.


Se você só estudar gramática será um estudioso do idioma e suas regras. Mas para se comunicar em um idioma é preciso mais que regras.


De modo simples, você vai precisar de uma audição atenta, vocabulário e coragem na hora de romper a fronteira da fala. E no caso da comunicação com um italiano, talvez até entender alguns gestos.

Clique aqui para ler: Os italianos falam com as mãos!


A comunicação entre duas pessoas é feita de maneira natural, com o uso de linguagem simples e com movimentos corporais. Se em português não pensamos nas regras gramaticais para conversar, porque faríamos isso em italiano?



Não adianta você ler este artigo diversas vezes e decorar as regras de uso das consoantes duplas, mas travar na hora de se comunicar porque está pensando nessas, ou em outras regras de gramática. Ou mesmo ser a pessoa que fica corrigindo os outros em momentos descontraídos.


Mas vamos ao que interessa:

A pergunta de 1 Milhão de dólares (ou Euros): quando usar as consoantes duplas da língua italiana?


As duplas são realmente muito usadas e podem acontecer com todas as consoantes, menos com a combinação “SST”.


Em alguns casos elas podem mudar completamente o significado da palavra.


Exemplos:

casa = casa

cassa = caixa (do mercado, da loja)

camino = lareira

cammino = caminho

capelli = cabelo

cappelli = chapéus

caro = querido

carro = carroça

moto = movimento

motto = slogan

nono = nono

nonno = vovô

pala = pá

palla = bola

papa = papa (pontífice)

pappa = papinha

pani = pães

panni = lugar/pele

pena = sentença

penna = caneta


A melhor forma de aprendê-las é estudando, lendo e ouvindo para conhecê-las melhor.



No entanto existem sim regras que podem ajudar:

As duplas consoantes são quase sempre intervocais, ou seja, precisam estar entre duas vogais.

Exemplos: appuntamento, toccare, gettare, crollare, cellulare, dubbio.


A palavra antico, por exemplo, não poderia ter o “T” duplo, pois está entre uma consoante e uma vogal.

Para que a dupla consoante esteja presente, é necessário que preceda e seja seguida de vogais. Mas não significa que todas as consoantes entre vogais devam ser duplas, é só um pré-requisito.


Mas há exceções:

As consoantes “R” e “L” admitem dupla consoante mesmo sem estarem entre vogais.

É o caso de repubblica, febbraio, fabbrica.


O particípio passado dos verbos regulares, que são a maioria, nunca se escreve com consoantes duplas!

Exemplos:

Dormire - dormito

Amare - amato

Ricevere - ricevuto

Partire - partito


O particípio passado dos verbos irregulares sim, frequentemente têm duplas:

Exemplos:

Scrivere - scritto

Leggere - letto

Dire - detto


A letra "B" nunca se escreve dupla antes do sufixo "ile".

Exemplos: amabile, classificabile, improrogabile;


A letra "G" nunca se escreve dupla antes do sufixo "ione".

Exemplos: regione, prigione, legione, ragione;


Palavras com os prefixos A, I, RA, SU e SOPRA pedem, na maioria dos casos, que a próxima consoante seja dupla.

Exemplos: ammazzare, ammirare, accogliere, immigrare, illuminato, rapportare, rappresentare, suggerimento, supporre, sopravvivere, soprattutto.


A letra "Z" é quase sempre dupla quando for intervocálica.

Exemplos: pizza, ragazza, pazza.


Mas se for seguida por duas vogais e não apenas uma, na mesma sílaba, nunca será dupla.

Exemplos: nazione, finzione, tendenzioso.


Mas nesse caso existem algumas exceções: pazzia, razzia, razziale, carrozziere, tappezziere, corazziere, mazziere.


Indo mais a fundo na gramática podemos ver outras regras:

A primeira consoante de uma palavra se duplica quando se une as conjunções E, NÉ, SE, O, como nos exemplos: eppure, ebbene, nemmeno, neppure, semmai, sebbene, seppure, oppure, ovvero.


Quando se une as preposições A, DA, FRA, SU, como nos exemplos: alla, apprendere, arrossire, attendere, dabbene, dapprima, dapperttuto, frattempo, fraporre, supplementi e suddetto.


Quando se une aos advérbios LÀ, PIÙ, SÌ, COSÌ, como nos exemplos: lassù, piuttosto, siffatto, cosiddetto.


Hai capito?


Mas cuidado amico mio, não devemos nos preocupar com a gramática no início dos estudos.

Somente com o tempo, com muita prática e audição, e seguindo o método correto é que você vai aprender essas duplas consoantes, assim como outras regras gramaticais.



Até porque não existem regras para todos os casos de dupla consoantes, e mesmo nos casos que existem regras, elas têm várias exceções. Acredito que esse artigo seja mais para mostrar a dificuldade que é aprender italiano estudando apenas gramática, como infelizmente muita gente faz, do que fazer com que você aprenda as doppias por meio dessas regras.


Pense um pouco nas regras de acentuação da língua portuguesa... quantas regras de acentuação você sabe? Não tenha vergonha de dizer que não lembra de nenhuma, a maioria das pessoas não sabe, mesmo assim, escrevemos as palavras corretamente, pelo menos na sua grande maioria. Isso acontece porque nós conhecemos as palavras que levam acento, simples assim.


Per riconoscere se una consonante raddoppia, oppure no, ci vuole molta pratica, tempo, orecchio, tanta pazienza e creatività.

Acredito que você não deseja ser um estudioso do idioma nas suas mais profundas regras gramaticais, e sim, uma pessoa que se comunica fluentemente. Por este motivo, vou deixar abaixo o link de um artigo que vai te ajudar nesta jornada:

Como aprender italiano estudando menos de uma hora por dia



Por um tempo fui contra divulgar este artigo por trazer tantas regras gramaticais, mas espero que você o use com sabedoria e continue estudando de maneira ativa e com todas as ferramentas possíveis para chegar à fluência neste belo idioma.


Se você está dentro dos primeiros 8 meses de estudo, não é necessário saber essas regras. É praticamente impossível você estudar 8 meses e não saber que ragazza, mille, biglietto, bottiglia, letto, arrivederci, detto e fatto, por exemplo se escrevem com doppia, e que ragione, felice, buongiorno, amore, grazie, lunedì, destra e dove, por exemplo, não tem consoantes duplas.


Me conte nos comentários o que achou desse artigo e se deseja mais conteúdos como este.

Lembre-se também de compartilhar com seus amigos.


Arrivederci!

970 visualizações4 comentários

NUNCA MAIS PERCA UMA POSTAGEM!

Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades, além de dicas e aulas gratuitas!

Siga-me também nas redes sociais

  • Instagram

© 2019, Silvano Formentin

  • Ícone preto do Facebook
  • Preto Ícone YouTube
  • Ícone preto do Instagram