top of page
  • Silvano Formentin

As Razões por Trás da Alteração do Pai Nosso em italiano

O Pai Nosso é uma das orações mais conhecidas e recitadas no catolicismo, conectando fiéis em todo o mundo através de suas palavras.

Recentemente, uma pequena, mas significativa, mudança no trecho italiano da oração tem gerado discussões e reflexões na Igreja Católica. Hoje, vamos falar sobre os motivos que levaram o Papa Francisco a alterar a tradução do trecho “não nos induzais à tentação” para “não nos abandoneis à tentação”.



Uma reflexão sobre a misericórdia de Deus:

O Papa Francisco expressou sua preocupação em relação à tradução anterior em 2017, destacando que Deus não é um instigador de tentações, mas um pai misericordioso.

O debate sobre a mudança no verbo “induzir” para “abandonar” envolve considerações linguísticas e teológicas. O Aramaico original de Jesus, traduzido para o grego nos Evangelhos, fez com que algumas nuances fossem perdidas nas traduções.

A mudança proposta pelo cardeal Gualtiero Bassetti, presidente da Conferência Episcopal da Itália, e aprovada pelo Papa Francisco, substitui a frase por “non abbandonarci alla tentazione” (“não nos abandoneis à tentação”). Essa alteração busca enfatizar que Deus não nos expõe intencionalmente a situações tentadoras, mas está sempre presente para nos amparar em momentos difíceis.

Imagem do Papa Francisco

O Papa Francisco, alinhado com a compreensão aramaica, destaca que Deus não empurra ninguém para a queda, mas está pronto para estender a mão quando necessário.

A versão brasileira não enfrenta esse problema. Aqui, há muito tempo, falamos “não nos deixeis cair em tentação”, nos mantendo muito próximos da intenção que a recente tradução italiana busca transmitir na frase.


Outras mudanças litúrgicas, como a alteração no hino Glória, também foram implementadas, mostrando um esforço da Igreja em adaptar suas práticas e expressões de fé à compreensão contemporânea.


Compreendendo o significado de cada trecho da oração:


Cada trecho dessa oração, proferida por Jesus, revela camadas de entendimento que vão além das palavras pronunciadas. Juntos, vamos desvendar cada segmento do Pai Nosso, explorando a riqueza de significado que reside em suas expressões simples, mas impactantes.


  1. “Pai”: A confiança e o amor.

A palavra “Pai” é a tradução do termo aramaico “abbâ”, que significa “papai”. Jesus, ao utilizar essa expressão, destaca a importância da confiança, do amor e do carinho em nossa relação com Deus. Ao nos dirigirmos a Ele como um filho se dirige ao pai, estabelecemos uma conexão baseada na intimidade e na simplicidade. Deus, representa a fonte de amor incondicional.



2. “Que estais no Céu”: A busca pelo Reino de Deus.  

A menção ao Céu na oração refere-se ao Reino de Deus. Ao invocarmos o “Pai nosso”, expressamos um desejo de alcançar esse Reino, onde vamos estar frente a frente com Deus. É a expressão de um desejo espiritual e uma busca de viver conforme a vontade divina.



3. “Santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso Reino, seja feita a Vossa Vontade, assim na Terra como no Céu”:


A realização do Reino Esses pedidos apontam para a concretização do Reino de Deus. O destaque está no pedido para o Reino vir até nós, quando fazemos a vontade de Deus e proclamamos a santidade de Seu Nome. A união entre céu e terra é essencial para a manifestação completa do Reino divino.



4. “O Pão-Nosso de cada dia nos dai hoje”: Confiança material e desapego 

Este trecho aborda a necessidade material, mas ressalta a importância da confiança e do desapego. Confiamos em Deus como provedor, cientes de que Ele cuida de todas as nossas necessidades. O desapego se manifesta na busca pelo sustento diário, sem excessiva preocupação com o futuro.



5. “Perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”: Necessidade espiritual O perdão é central nesta parte da oração. Reconhecemos nossos pecados com humildade, mas a misericórdia de Deus se revela quando praticamos a misericórdia com os outros. A importância do perdão mútuo é enfatizada, criando uma conexão entre a nossa atitude e a resposta divina.



6. “E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal”: A necessidade da Igreja  A última parte da oração aborda a tentação e a necessidade da Igreja. Alude à tentação enfrentada pelos discípulos durante a Paixão de Jesus e à tentação da Igreja diante da perseguição. A prece reconhece as adversidades presentes e futuras, buscando proteção divina.


O Pai Nosso é mais do que uma sequência de palavras repetidas; é um guia profundo para nossa jornada espiritual. Ao compreender cada trecho, somos levados a uma experiência mais rica e significativa da oração. Que mergulhemos no coração do Nosso Pai, enriquecendo nossa conexão com Deus e transformando nossas vidas à luz desses ensinamentos.

Se você deseja aprofundar ainda mais sua compreensão e experimentar a beleza da oração do Pai Nosso em um novo idioma, convido você a assistir um vídeo onde ensino a recitá-la em italiano. A língua italiana, com sua melodia única, proporciona uma experiência especial ao rezarmos essa oração universal. Acesse o vídeo tocando no botão abaixo e mergulhando na riqueza do idioma para fortalecer sua conexão espiritual:




Imagem com a oração do Pai Nosso em Italiano

Embarque nessa jornada de fé e aprendizado! Desejo que essa experiência enriqueça sua prática espiritual e inspire uma nova compreensão do Pai Nosso.

Arrivederci!

 

1.449 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 opmerkingen


Silvia Leonardi
Silvia Leonardi
09 apr.

Il Papa ha cambiato la preghiera insegnata da Jesus?😮

Like

wilma iuliano
wilma iuliano
12 jan.

Ho imparato con Silvano Formentin!

Like
bottom of page